Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Réquiem

Quando um amigo
Atravessa a porta da qual não há volta,
A dor chega de pronto, não se pode reter
O pranto da perda, que perda não é...
Porque a crença em que algum dia
Haverá um reencontro, transforma a dor
Em saudade, embora a saudade doa.
O pesar encontra eco na tristeza que se aloja
De mansinho no coração.
O adeus que damos agora tem gosto de nunca mais...
Como a última homenagem
Ao amigo que se vai, devemos a esperança
Do último reencontro na presença do eterno Pai.
É somente assim que podemos
Demonstrar que a amizade é eterna,
Como eterno é o espírito, pelo qual,
sabemos que não morremos de todo
e que podemos amar mesmo aqueles
que pessoalmente não conhecemos.
Liane Furiatti
Enviado por Liane Furiatti em 30/07/2006
Reeditado em 20/01/2009
Código do texto: T205466
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liane Furiatti
Curitiba - Paraná - Brasil
776 textos (34950 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:25)
Liane Furiatti