Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANTAR DE UM POETA

Eu cantarei, em trovas e
versos, ritmando o inverso
de um poema sem fim;

Poetizando o poeta,
descrevendo em palavras,
o exalar de um jasmim;

Exaltando o amor, de
mais singelo esplendor
em noites a se dar;

Namorados e amantes,
envoltos a beira-mar
se amando ao luar;

Um cantar bem afinado,
em sons compartilhados
maestrando o pulsar;

O poeta vem cantando, em
sentimentos se entregando
fazendo desabrochar;

Um amor amigo,
um amor bandido,
amor à se eternizar;

Em poucas palavras
cantei, para expressar,
o almejado balançar;

O amor é infinito, e
de Deus ele é bendito
audaz alguém explicar;

Deus deu, por decreto ao
poeta, poder de poetizar
o dom divino do amor;

Ele continuará cantando,
inebriado de encanto,
do princípio até o fim.
Fernanda Gui
Enviado por Fernanda Gui em 24/08/2006
Reeditado em 26/09/2006
Código do texto: T224036
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Gui
São Paulo - São Paulo - Brasil
92 textos (8073 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:50)
Fernanda Gui