CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Jeito meigo de menina...

Menina singela e meiga,
Distribui sua simpatia que anseia.
Não há escuridão que a domine,
Pois seu subline,
É a imensa alegria,
Que contagia...
Suave suas palavras consolam os medos,
Aspirante suas palavras contagiam entusiasmam.
Contagiante suas palavras calam a escuridão,
Divulgando a extrema emoção...
A cada amanhecer,
É um novo dia de glória,
Não desanima com as incertezas impróprias.
Sorriso reluzente de felicidade,
Derruba as barreiras da maldade.
Não tente calar essa rosa,
Pois suas palavras tornam-se prosa...
Falsidade não cabe em seu vocabulário,
Pois a irmandade requer a felicidade...
Entrosando esse mundo envoltório...
Olhos claros verdes e reluzentes a verdade,
Demonstra em seu ser simplicidade,
Tendo consigo uma enorme riqueza,
Mas leva consigo a nobreza...
Não deixa que a menospreze,
Pois seu conteúdo é tese...
Se está zangada, deprimida,
Sorrir com os desprezos da vida...
Meigo, seu jeito de menina,
Mas encontra-se nela uma consciente mulher,
Esta suas causas,
Esta que pronuncia suas palavras sem pausa,
Pois quando há virtude, mostra a verdade...
Jeito meigo de menina de ser,
Faz com que as alegrias estejam a fortalecer.
Não duvide da capacidade dessa meiga menina,
Pois suas ações de mulher...
Suas conferências são eficazes,
Só não as compare com Oásis...

(poesia oferecida à Jaqueline - amiga e companheira de trabalho)
Cleah
Enviado por Cleah em 28/05/2010
Reeditado em 13/08/2011
Código do texto: T2285342
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Cleah
Americana - São Paulo - Brasil, 20 anos
128 textos (3184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/07/14 04:24)