Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Há de haver.

O amor é uma semente de ilusão, tem que morrer pra germinar.
Morrer a semente ou o semeador?
Estou morrendo aqui.
Ressucitar no chão. Que chão?
Quem poderá fazer aquele amor morrer? Eu poderei!
Dura caminhada pela noite escura, pela vida afora.
Não pense na separação!
Não despedace um coração!
Pois o verdadeiro amor é vão!
O verdadeiro amor é vão, o amor é uma semente de ilusão. Quem quererá, poderá semear então?
Vão.
Logo, oss meninos são todos sãos... os pecados são todos meus!
Culpa minha, não nasci para semear, muito menos para ressucitar!
Deus sabe a minha confissão, não há o que perdoar!
Há de haver mais compaixão,
De tua parte. Da minha há de haver um drão.





Grande Gil!
Thabata Guerra
Enviado por Thabata Guerra em 02/09/2006
Código do texto: T230992

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Thabata Guerra
São Paulo - São Paulo - Brasil
65 textos (4115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:06)
Thabata Guerra