Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao meu av˘

Nunca poderei deixar de pensar em você.
jamais em tempo algum você foi duro,
foi mal, injusto comigo.
Obrigada,
com esse coração todo cheio de amor
me ensinou tanta coisa...
ensinou tanta coisa...
tudo que sei de mim de um lado bom
foi você que me ensinou...
sou tão egoísta as vezes...
queria você pra sempre aqui comigo...
desde muito pequena imaginava como seria
a nossa despedida,
e sempre me via te pedindo pra ficar mais um pouco...
se me fosse perguntado
eu não deixaria você ir não...
Nunca me faltou amor quando estivemos juntos...
ainda lembro daquelas tardes...
os algarismos romanos tão difíceis,
mas você fez questão de ensinar...
e eu por você quis aprender...
Cada pesquisa que fizemos juntos pra escola,
todas as vezes que minhas canetinhas acabavam...
era a você que eu recorria...
A minha profissão... quem me deu tanto apoio
e acreditou sempre em mim...
foi você sem dúvida...
me parecia que você sempre me protegeria de tudo...
todas as nossas conversas...
você sempre me ensinou tanta coisa...
sempre me contava as coisas que te ocorreram,
na infância,
adolescência e fase adulta.
Aprendi com você o que é ser batalhador.
E senti que o amor realmente constrói.
Não estou te pintando como um herói,
nem como a pessoa mais perfeita do mundo.
Mas pra mim só deu o que há de melhor.
Me deu você mesmo.
A minha imagem mais antiga da gente...
você, eu e minha irmã andando de bicicleta na praça.
Lembro bem das tardes fagueiras,
das borboletinhas amarelas em teu quintal...
e do vento que soprava em meu rosto
esse mesmo vento que hoje não sinto mais.
Lembro das caretas
quando eu achava que seria uma grande baterista,
e ficava batucando no teu quintal.
Sempre lembro de suas dores de cabeça,
intermináveis.
Queria passar a mão lá dentro e retirar as dores,
mas não posso...
juro que não posso...
queria ter o poder de fazer uma poesia,
e nela te eternizar,
mas não há palavras tão lindas quanto
o seu sorriso,
não há pôr do sol mais bonito,
que seus olhos...
Adoro pedir benção a você,
me sinto recoberta por uma capa...
e chego a pensar que nada nem ninguém
irá me ferir.
Obrigada meu avô querido por tudo.
E entenda, quando digo tudo,
digo tudo mesmo,
os abraços, colinhos,
conselhos...
Obrigada por existir e residir em meu coração!
Luandra Russo
Enviado por Luandra Russo em 05/09/2006
Cˇdigo do texto: T233597
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luandra Russo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
110 textos (8586 leituras)
1 e-livros (33 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 08/12/16 14:41)
Luandra Russo