Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem é aquela
Que fica a janela
A espera da chegada
Pose de senhora
Vivia querendo o todo
Cuidava sempre da Carola
Que sempre dormia ao teu pé
Acompanhava a qualquer lugar
Pelo fim de semana esperava
Para juntas poderem estar
Hoje...
Carente
Decadente
A sofrer...
Deixando meu coração 
Sangrar por dentro
Devido a distância
Somente lembranças
Estão a pairar...
Que olhe pela dor...
Onde somente o Amor 
É capaz de perseverante...
Suplicar ao Senhor...
Que tenha piedade...
Não deixe que esta calamidade
Continue a manter-se
Olhe pelo sofrimento
Que encontramos neste momento
E principalmente na dignidade
No morrer de verdade
Apesar da mágoa causada
Penso que já é demasiado
Mas sem deixar padecer
Finde este instante 
De imagens horrendas
Eleve a luz
Pois já morreu na cruz
Quem sofreu por nós....

Minha Florita Querida, obrigado por tudo que fizeste por mim, e neste momento sem devida lucidez, lembrar-se de mim, somente pode caracterizar um grande amor, que tenho o prazer de receber quer seja na terra quer seja nos céus...
Amo te minha avózinha querida, que os bálsamos possam amenizar esta fase de sofrimento....
Carolzita
Enviado por Carolzita em 11/09/2006
Reeditado em 13/10/2006
Código do texto: T237914

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Caroline Silva). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolzita
Portugal, 42 anos
453 textos (61654 leituras)
5 e-livros (749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:18)
Carolzita