Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O mundo ficou mais pobre.Faleceu o poeta Humberto Amancio

O CAIS E O MAR:AMAR
Humberto Amancio
 
Na solidão do cais, seguro mas só,
me pergunto do que estou seguro
se estou só e o cais nada mais é
que um complemento do mar?
Olho o mar revolto, cristas e altas ondas,
espumas brancas, barulho já não suave
mas de uma sinfonia de Mahler...
Estaria no cais posto que estou só
ou estou só porque não me lancei ao mar
ou porque apenas o mar e o cais
que se bastam em carinhos
me ensinam que o caminho é sair
do cais como derradeira estação
e ir de encontro do mar e do amar
quando então encontrarei uma outra sinfonia
feita da paz de quem não procura cais
porque o mar e o amar são revoltos
e cheio de fúrias e ondas de calmaria
mas que não destroem e se constroem?
E do cais desço a praia e vou lentamente
entrando no mar revolto,
oceano de minhas emoções,
e no fundo dele o silêncio de descobrir
que a sinfonia continua a tocar
e que estou a amar o mar
e que o mar trará nas suas ondas
o amor que quero tanto amar.

Agosto de 2006
(O CAIS E O MAR:AMAR-Poema do amigo Poeta Humberto Amancio)


Maria Thereza Neves
Enviado por Maria Thereza Neves em 12/09/2006
Reeditado em 12/09/2006
Código do texto: T238136
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Thereza Neves
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
3340 textos (90973 leituras)
6 e-livros (224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:09)
Maria Thereza Neves