Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

- IV - POEMAS À CACIANA

Manoel Lúcio de Medeiros.

GOSTOSO FOI ESTE ANO

I
Quero deixar um conselho, cuide bem desta garganta,
Evite coisas geladas, sorvetes, tortas e fanta,
Divida mais as tarefas, para não se extrapolar,
Queremos sim o seu bem, ajude a se descansar!

II
Você ainda é bem jovem, com riqueza de energia,
Mas cuide mais da saúde, pra não entrar numa fria!
Agora vou terminar, mas quero agradecer,
O seu preparo acadêmico fez toda a turma crescer!

III

Espero um dia encontrá-la, lecionando novamente,
Isto será uma honra, renovar a nossa mente!
Tudo que foi transmitido iremos sim, mesmo usar,
Caciana nossa mestre, capacidade sem par!

IV
Desculpe as nossas fraquezas, perdoe até meu engano,
Mas queremos lhe dizer, gostoso foi este ano!
Toda a sua disciplina, o Édipo que nos passou,
Despertou até a Ivone, em busca de um novo amor!

V
Parabéns por sua dinâmica, rica em metodologia!
Você é como uma pérola, nesta psicopedagogia!
Que o Senhor Deus te abençoe, e te faça mais feliz!
Caciana professora, mulher culta do país!

HISTÓRICO – Poema que compus para o encerramento da cadeira de Contribuições da Psicanálise à Psicopedagogia, em homenagem a professora Caciana Linhares Pereira, (Mestre em Literatura Brasileira – UFC),do curso de Pós-Graduação em Psicopedagogia Institucional e Clínica, da Universidade Vale do Acaraú – UVA, em Fortaleza, Ceará. Em 30 de Agosto de 2005.

Direitos autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 05/10/2006
Código do texto: T257345
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16869 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:10)
Malume