Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

- II - POEMAS À GRAÇA MEDEIROS.

Manoel Lúcio de Medeiros

QUANDO O AMOR É UM ELO

I
Graça Medeiros amiga, em todas as ocasiões!
Sentimos na alma a força, que une os corações,
Aceite, pois estes versos, que lhe outorgamos com amor,
Quando se ama com alma, a vida tem mais valor!

II
Seja bem-vinda, portanto, de volta ao nosso meio,
Pois aqui é o seu canto, no centro do nosso seio,
Fique, portanto à vontade, pois este é seu lugar,
Desfrute, pois do espaço, neste terraço sem par!

III
Nesta manhã tão sublime, tão bela e aconchegante,
Queremos lhe receber e outorgar este instante,
Não há momento mais belo, quando o amor é um elo,
Unindo como corrente, “mestres com uma só mente”!

IV
Quando nós somos unidos, nunca nós somos vencidos,
Reina uma força no peito, que lá na alma se sente!
Pode vir o inimigo, trazendo todo o perigo,
Mas quem confia em Deus, encontra cedo o abrigo!


Direitos autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 06/10/2006
Código do texto: T258114
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16869 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:20)
Malume