Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

- III - POEMAS À GRAÇA MEDEIROS.

Manoel Lúcio de Medeiros.

PRA SERES PONTE AMÁVEL!
I
Graça tu és este elo, mulher de um dom inefável,
Deus te escolheu com amor, pra seres “ponte” amável,
Pois onde quer que te encontres, sempre cercada serás,
Dos teus amigos que sentem que uma amizade é capaz!

II
Ela constrói nossas vidas, produz mais forte alicerce,
Este amor quando une, colhe os frutos na messe!
Nasceste pra ser um campo, onde produz o amor,
Deus abençoe tua vida, dando-lhe sal do sabor!

III
Mesmo para quem não gosta, ouvir de outros, os conselhos,
Graça tu tens esta graça, de ser boa conselheira,
Tua palavra edifica, no peito sempre ela fica,
Quantas vidas levantaste, és do Senhor uma obreira!

IV
Quando a alma se regenera, como um cristão verdadeiro,
Há uma transformação, mesmo que a gente não queira!
Graça tu és esta amiga, que nunca disseste um não,
Tiveste sempre a resposta, na boca, fone, ou mão!

Direitos autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 06/10/2006
Código do texto: T258117
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16865 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:54)
Malume