Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

- VII - POEMAS À GRAÇA MEDEIROS.

Manoel Lúcio de Medeiros.

ESTAMOS A SEU DISPOR!

I
Sentimos muita alegria, em recebê-la outra vez,
A saudade foi tão grande, pois cada dia era um mês,
Mesmo que voltes aos States, passeies como turista,
O Cambeba é tua casa, onde nos faz altruísta!

II
Sei que durante este tempo, grande saudade ficou,
O peito marca a distancia, na lágrima que molhou!
Se a lembrança maltrata, todos, portanto, sofreram,
Se teu regresso alegra, felicidades colheram!

III
Colheram porque plantaste, em cada um o amor,
Dando exemplo com vida, de ser um bom servidor,
De forma, que tua volta, é como ouvir uma canção,
Que toca lá dentro alma, responde no coração,

IV
Graça receba, portanto, nossa humilde homenagem,
Tudo, pois, quanto fizemos, foi com amor e coragem,
Até este auditório, preparamos com amor,
Receba o nosso respeito, estamos a seu dispor!

Direitos autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 06/10/2006
Reeditado em 10/10/2006
Código do texto: T258128
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16875 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:51)
Malume