Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recordações

Procuro em cadernos esquecidos o que um dia escrevi para Ti! Não encontro...

Na mágoa da recordação espalho as lembranças que de Ti guardo, brincando com cada pedaço de Ti que em mim passeia. Porque também Tu me deste a vida! Porque principalmente Tu me ensinaste a viver!

Naquele corredor frio que não mais irei esquecer recordo a ultima vez que os meus olhos pousaram em tua tristeza! Como uma borboleta que voa sem destino...

Hoje! Passado tantos anos... Desperto ainda comigo esse último sorriso que fizeste... Para mim!

Hoje... Após tantos anos... Transformo em cada rosa que Te dou ainda a crueldade das palavras ríspidas que me rasgaram a alma de tristeza e amargura! Essas duras palavras que não mais pronunciarei! Essas palavras cravadas de sofrimento que afastaram de mim o teu sorriso terno e esse olhar doce que guardo em cada recordação Tua.

E agora... Tantos anos mais tarde... Hoje... Recordo ainda a infância feliz que me deste também, as brincadeiras e travessuras, os lanches e os passeios, a companhia e o amor... Em cada palavra que escrevo!

Agora... Tantos anos depois... Continuas a ser uma parte de mim que guardo com saudade na gaveta da ternura das minhas recordações!

E que saudade...




[à minha avó paterna]
Sónia Granja
Enviado por Sónia Granja em 07/10/2006
Código do texto: T258976
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sónia Granja
Portugal
42 textos (2021 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:19)
Sónia Granja