Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


De Volnei Rijo Braga para ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Eu sou a, amizade.
( poema para ÐäMå Ðë ÑëG®ö )

Esta noite eu tive...
Um sonho meio estranho
Em meu sonho eu via a Senhora
Andando em minha direção
Na mão, trazia uma rosa branca.
Tão branca quanto suas vestes
Com graciosidade e leveza
Com a mão estendida
A rosa, a Senhora me oferecia.
Mas era tudo, tão estranho.
Eu não conseguia me aproximar
Embora nós os dois caminhássemos
Um para o outro, você continuava lá.
Parada, com um sorriso nos lábios.
De repente, ouvi suas vós que me dizia.
A rosa é para você pegue-a, ela e sua.
E quando perguntei quem era a Senhora.
A Senhora apenas me respondeu.
Eu sou a, amizade, agora vá.
E cuide desta rosa com fé e amor
Pois enquanto esta rosa for amada
O meu reino será, de amizade e paz...

vovonei

Balneário dos Prazeres: 19/10/2006


***

Querido amigo Volnei, em primeiro lugar quero agradecer todo o seu carinho para comigo, são pessoas lindas sensíveis como você que fazem com que este mundo seja melhor.

Em Segundo lugar peço a você e todos desculpas por minha ausência em suas escrivaninhas, estou com um problema em familia, meu pai não está bem, desenvolveu uma diabetes que inspira cuidados. E como todo o bom português recusa fazer o tratamento alegando que nada tem, mas comigo ele não tem querer rs, estou grudada nele, o que não é fácil rs.

Agradeço a você e a todos os amigos toda a atenção e carinho por mim.

Se você ainda não conhece os textos do poeta Volnei Rijo Braga, clik no link e conheça a linda alma deste nosso querido amigo.

www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=1315


***

ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa, sou apenas alguém que sente!

Beijos


***
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 24/10/2006
Reeditado em 22/05/2012
Código do texto: T272278

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146144 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:24)
Dama De Negro