Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amigo....

Amigo, neste dias de angustia e de desespero
Vejo-me novamente ao seu lado em nossa juventude,
Onde os dias passavam como se fosse o sonho de uma criança, doce, meigo e vasto.

E ao segurar sua mão,
Vem-me a imagem das tardes que passamos na companhia um do outro,
Dos livros que lemos, das histórias que contamos,
Das piadas, dos gibis, das brincadeiras de esconde-esconde...
Lembro-me bem das quedas... Dos auges,
Dos milagres que vimos acontecer....

Lembro –me dos finais de tarde ao por do sol
E dos preciosos dias na praia, no campo ou no jardim de casa,
Em que fazíamos da companhia um do outro
A única inspiração necessária para o florescer de novas idéias e ideais...

Hoje me lembro com orgulho que foi de ti,
Que tirei forças quando estava triste
E foi para ti que ofereci meu ombro amigo nas horas de solidão.

Hoje percebo que a melhor companhia que eu poderia ter foi você,
Meu cúmplice, meu parceiro, meu amigo....

Foi você que me mostrou as estradas e me disse por onde não seguir....
E apontou a infinidades de outros caminhos que estavam abertos para mim

 Foi você que segurou a minha mão,
Foi você que me disse palavras de carinho...
Foi você que dentre todos secou minhas lágrimas e acalmou meu soluço...

Foi você que estava ao meu lado nas alegrias,
Nas noites de verão, nas cantatas de rua, nas descobertas da adolescência.
Nos segredos e diários partilhados.
Nas hipóteses, nas teses e nas paráfrases.

Hoje, em meio a estes dias eu imagino como seria a vida
Se tivéssemos tomado as estradas opostas às que seguimos hoje, ....

E tento entender como pode,
Um futuro tão amplo ter se transformado em um presente tão áspero,
Onde os espinhos das rosas ferem a nossa pele como adagas de oráculo...
Precisas, vitais e irremediáveis.....

Hoje, ao olhar para você sinto uma presença meiga, carinhosa e terna,
Que com um sorriso nos rosto esconde as tristezas da vida,
As decepções e as incertezas de quem ainda não perdeu as esperanças,
De quem ainda vê a hora de seguir seus próprios caminhos,
Viver seus desejos e realizar seus sonhos....

Vejo alguém que nunca parou de lutar,
De crescer,
De aprender com os erros e acertos do nosso passado.
Alguém que conhece o caminho para todas as estradas,
Mas que não se aventurou por elas sozinho.

Hoje, em meio a estes dias de angustia e desespero...
Oro e agradeço por ter tido sua companhia durante tantos anos de minha vida...
Por ter tido você como minha referencia, meu prumo, meu guia...
Agradeço a Deus por ter proporcionado o nosso encontro.

Você foi, é, e sempre será a pessoa especial que eu levo dentro de mim...
Que me acompanha em meus passos,
Em minhas palavras, em meus gestos...
E principalmente em meu coração.






Este é um pedido de desculpas, de perdão a você que sempre esteve ao meu lado, e de quem eu me afastei indevidamente. Peço que você me perdoe, me abençoe, e esteja comigo SEMPRE.





Sabrina Souza Miranda

Sabrina Taury
Enviado por Sabrina Taury em 13/11/2006
Código do texto: T290399

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sabrina Taury
Teixeira de Freitas - Bahia - Brasil, 33 anos
52 textos (18798 leituras)
2 áudios (2448 audições)
1 e-livros (39 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:45)
Sabrina Taury