Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O DESPERTAR DE UM SONHO

                                                                      Cantemos, enquanto houver primaveras,
ou antes que elas despertem...

I
Ah!... meu Sabiá! aonde você está?
Eu não lhe vejo, só lhe ouço cantar
Você me desperta na manhã perfumada,
Mas eu nunca sei aonde lhe encontrar.

II
Nesta estação de domínio das flores...
Eu sei que você sempre tem seu lugar,
Abrindo a janela , então lhe procuro
Deveras não sei aonde você está!


III
Percorro o jardim, na manhã que desponta...
Olhando as flores a me questionar:
Por que será que de mim se esconde,
E só me permite seu canto escutar?


IV
Ah!... Sabiá! o seu perfeito canto...
Na primavera,também o quero cantar!
E este meu verso, tão curto e modesto,
Eu  o canto a você para lhe homenagear!


V
E na sinfonia desta natureza...
Que pelo pomar eu já ouço ecoar,
Também assobio o seu canto afinado
Assim me norteio para lhe procurar!


VI
Espio as palmeiras, também as figueiras...
As amendoeiras e os coqueirais,
Ah!...Sabiá,enfim eu lhe encontro
Maestro entre as flores dos meus laranjais!


VII
Então me apresento com toda humildade...
E na sua orquestra eu rogo um lugar,
Mas o seu cantar me desperta do sonho
De um dia a você eu poder me igualar!


       São Paulo, 20/set/2002




MAVI
Enviado por MAVI em 03/12/2006
Reeditado em 03/12/2006
Código do texto: T308156

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
5446 textos (340963 leituras)
993 áudios (87036 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 19:33)
MAVI