Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Tida"

Pequenos olhos que me fitam, na dúvida da minha própria definição!

Os braços, já enfraquecidos, relutam em conceder o meu terno abraço;

Já não mais ouço a voz, que dantes cantarolava ao meu ouvido.

Sofreguidão que me derruba. Mata-me infinitas vezes.

Fosse eu, Deus; te acolheria em meus braços, a levaria para o céu, sem ter que no martírio e na dor passar.


* Ver o sofrimento de minha avó, que definha com a doença Parkinson, é o mesmo que ver a minha própria morte. Ela teve papel fundamental em minha vida: incentivou-me nos estudos, financiou parte deles e sempre teve ouvidos para as minhas loucas idéias.

Para minha avó "Tidinha"

Anita Fogacci
Enviado por Anita Fogacci em 30/08/2007
Reeditado em 10/01/2008
Código do texto: T630684

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anita). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anita Fogacci
Cabreúva - São Paulo - Brasil, 45 anos
532 textos (38828 leituras)
1 e-livros (264 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 21:37)
Anita Fogacci