Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Puétas

Bem,
Não precisamos através de palavras
Cacarejar lisonjas da arte apreciada.
Com vocês, meus amigos e amigas,
Eu discuto na dimensão a que nos cabem.
Sem pichações de modéstia,
A prosa é um ultraje à pobre gente,
Mesquinhas, e não falo da gente pobre não,
Sabes muito bem a qual espécie de gente me refiro.
Bendita seja a nossa mensagem,
Quer traga ou sombra,
Maniqueísmos da pobreza de espírito,
Seja ela à nossa maneira, de grande valia para o mundo.
Que ultrapasse a fronteira do pensar
E como um raio quântico dê um sopro em nossas cabeças,
Em todas as dimensões a qual tanto exultamos caminhar!
É solícita a admiração de um amigo de prosa,
Mas a faço com profusa convicção de que o poeta e a poetisa são cúmplices da mesma matéria;
Palavra,
A mais antiga forma de homens e mulheres
Povoarem o universo!
Abismal
Enviado por Abismal em 15/11/2007
Código do texto: T738134
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Abismal
Vespasiano - Minas Gerais - Brasil
25 textos (2026 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 04:39)
Abismal