Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carolina

Já me indaguei muito, mas não consigo concluir o que foste em minha vida.
Afinal, tantos foram os papéis, as afinidades, o bem-querer e a amizade que não há meios de classificar.  Vinhas até o meu lar para de tudo cuidar e meu fardo aliviar, mas como todo anjo por excelência, chegou o tempo de eu precisar prescindir de sua presença. Não reclamo de o Pai tê-la levado tão precocemente, meu lamento é não ter integrado antes sua vida para aproveitar mais amiúde de sua aura iluminada, pessoa querida.  Prometi dar teu nome a uma filha que tivesse, porém Deus determinou que ocorresse de forma diversa, enviando um anjo menino, esse era o meu destino.  A ti Deus não deu esse encargo, todos eram filhos teus, sem embargo.  Que sorte a minha ter privado de tua presença amorosa em tempos de indiferença odiosa.  Fica em paz, estrela minha, que eu cá prossigo meu caminho aqui no chão contigo em meu coração
NilzaFreire
Enviado por NilzaFreire em 16/11/2007
Código do texto: T739295
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NilzaFreire
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
426 textos (9998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 21:29)
NilzaFreire