Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMMA.

AMMA


Venho junto a ti procurar o teu abraço e descansar o meu cansaço.
E junto do teu peito me acolher com jeito no teu profundo amor.
No teu calor me aquecer da indiferença que minha própia consciência nesse mundo encontrou,
e aprender com minha dor a diferença do verdadeiro e mais puro amor.
Na tua alegria descansar minhas lágrimas,
e encontrar a energia que todos os dias escapa da minha alma.
Do teu sorriso irradia toda a beleza que contagia e nos faz perceber a divina benção de viver
e viver nada mais é, do que se entregar de corpo e alma à calma e serenidade de saber que não
somos  nada enquanto não enxugamos  as lágrimas de nossos  irmãos de caminhada.
Teus exemplos e tuas ações  nos fazem meditar se estamos fazendo a nossa parte, enquanto
arde em  nosso  peito a dúvida daqueles que são tímidos e pequeninos
 quando encontram a verdade face a face.
Na beleza dos seus cânticos e  na pureza de sua voz nos embalamos na poesia que um dia
vai fazer a imensa  alegria de entoarmos em  um só coração, em uma só voz todo o teu amor por nós.
AMMA,  amas, por que amas e  nada mais, e simplesmente não divide esse  amor, mas multiplica
por todos os que procuram num simples  abraço,
que em segundos nos faz serenos em nossos pensamentos e cala nosso ego e faz do egoismo a caridade
 e do nosso orgulho a humildade e da
vaidade uma simples frase que não lembramos nem mais o significado.
Vem de longe e abraça o Brasil, pátria do evangelho e coração do mundo.
O maior país católico do planeta, onde todas as religiões são bem vindas
por aqueles que têm na consciência, que Deus está em todos os caminhos, e todos os coracões
daqueles que procuram do fundo de sua alma um mundo de amor e perfeição.
Tua vinda nos tráz a alegria para recaregarmos nossas  energias nesse mundo de provações,
onde o mal ainda prevalece sobre o bem, vem  uma luz em nosso caminho e ela não cega
nossos olhos, só vem mostrar como uma Mãe, a verdadeira direção.
Que possamos diante desse  abraço transformar o mundo,
 e o primeiro passo é mudarmos nós mesmos antes de tentar mudar
os outros e vencendo nossas próprias vicissitudes possamos ser exemplos
 para os que vem atrás nessa caminhada rumo ao amor incondicional
 e ter a humildade necessária para aprender com os que estão em nossa
 frente por merecimento e por trabalho pois nada é conseguido
 sem esforço e perseverança no amor ao próximo, e assim sendo,
estaremos prontos para fazer da sagrada Mãe terra,
 Mãe Gaia um verdadeiro lar onde reine  o amor e a harmonia
 e posamos ter a alegria de saber que estamos num mundo de regeneração onde possamos
 recuperar nossas forças rumo à casa do pai e dentre as muitas de suas moradas seguir em paz.
E que reine a beleza e a pureza daqueles que amam simplesmente
 por amar e servir sem perguntar a quem, ou o que vão receber em troca,
 pois na luz só existe sinceridade de propósito quando se pratica a verdadeira caridade onde a tua
 mão esquerda não saiba o que faz a direita e não perguntas até quando ou quando deve  parar.
Pois o trabalhador da luz repousa no sono tranquilo daqueles
que fizeram o melhor possível diante de suas condicões,
 AMMA diz que a meditação é igual a um tesouro que devemos guardar
 em nossos corações para nos protegermos da ilusão,
 e não deixarmos que as necessidades do mundo sejam mais importantes
 do que as nossas ações e pensamentos e possamos viver na matéria,
 com a conciência que somos espirítos de luz criados por Deus com uma única fatalidade,
 a de  evoluirmos  para verdadeira felicidade, enquanto procuramos dentro de nós mesmos  a
centelha divina que nos torna deuses enquanto realidade por amor e bondade das mãos do criador,
 sendo  a sua imagem e semelhança.
On Sai Ram.                                                                                      Ricardo di Paula.
 
03/08/07.

















 


Ricardo di Paula
Enviado por Ricardo di Paula em 22/11/2007
Código do texto: T747118

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ricardo di Paula.(ricardo.mync@ig.com.br)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo di Paula
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
327 textos (72339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 19:08)
Ricardo di Paula