Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De António Zumaia Para Dama De Negro

Recebi este presente via e-mail e decidi dividir com vocês meus amigos querido, um presente tão belo e carinhoso não pode e nem deve ficar escondido.


Dama de Negro...


Chamo por ti, ó destino meu...

Essa Dama de negro vestida,

beleza de suas mãos nasceu

... a seara linda e florida.


Chamou-me à vida para viver,

deu-me essas prendas, de seu carinho;

Suavizou de pronto o meu sofrer,

mostrou-me o rumo , para meu caminho.


Negro destino que foi o meu...

Mas foi ao negro que me rendi;

Nesse negro véu, que ela me deu.


Estar a viver ... eu o senti;

Esta alma seus poemas leu

e nesse momento ... eu vivi.


António Zumaia

o3/01/2006


Meu Querido Amigo e Poeta António Zumaia,
Estou sem palavras diante de tanto carinho e da beleza de tua alma, a vida nos dá presentes e você é um dos melhores presente que a vida já me deu, beijos em seu lindo coração.


                                                                      "ÐäMå Ðë ÑëG®ö"


***
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 04/01/2006
Reeditado em 05/01/2006
Código do texto: T94535

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146139 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:00)
Dama De Negro