Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MAJESTADE.

Derrepente um mato em movimento,
Lá no milharal.
Analiso a cena.
A espiga de milho ainda verde
Em movimento.
Qual?
Sem vento?
Chego mais perto
Com a foice na mão.
Mais um pouco e...
Lá vejo majestaticamente
Um camundongo
Sentado na espiga de milho,
Bem no alto do pé,
Segurando a espiga na mão
Em solitário banquete.
A foice, o camundongo e eu.
Me comovi, baixei a foice.
Respeitosamente retirei-me
E deixei sua majestade o camundongo
Em seu palacete
A comer em paz.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 26/01/2006
Reeditado em 26/01/2006
Código do texto: T104043
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25271 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:54)