Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM NEXO

Sou poeteiro, logo, existo.
Uma poesia bem bolada,
vale mais que uma citação açucarada.
Pau que nasce torto, é espeto
na casa do ferreiro boiola.
Um bêbado que toma calmante
mija fora da bacia flutuante.
Quem com ferro fere,
olha nos zóios do pão bolorento,
e, em cima do jumento,
grita, chora, sorri,
sem parar de fazer birigüi.
Uma poesia é como um sabão:
cabe na palma da minha mão.
As rimas da minha vida
são para minha gatinha querida.
Cidadão com diarréia,
fica babo e entravado;
ao tomar calmante por engano,
passar a ficar tranquiiilo,
porém tooodo cagado.
Hehehehe!, riu o poeteiro,
nessa piada de brasileiro.
Desculpe, leitor, minha empolgação,
mas sou um sujeito alienado.
Vivo sem nexo, todo cuecão,
andando por aí, na solidão,
proferindo gaiatices exacerbadas,
envolvente, encalhado,
maledicente,
às turras esculhambadas...
carente.
Um poeta maluco como eu,
vive, sem saber se viveu.
É como dizia minha mãe:
“Filho, você será um doidão!
És gaiato, mas sem um tostão”.
E eu disse: “Mãe querida,
veja como está minha vida.
Estou no limbo do sem nexo,
sem amor, sem dinheiro,
às vezes sem sexo.
Sou escritor, poeta, dançarino,
homem-menino,
garanhão comedor,
flamenguista sofredor,
e muito libertino."
Mamãe se foi, coitada,
e eis que o poeteiro ficou,
nessa vida de curtição,
vivendo na contramão,
todo xixita-chupetão.
E, para finalizar,
este que ora vos escreve,
que da realidade se esconde,
um homem sem nexo,
cara complexo,
oferece essa poesia gritante,
para sei-lá-de-não-sei-dadonde.
Entendeu, leitor?
Não?
Você não entendeu porra nenhuma?
Ah! Deixa pra lá. Esquece...
Hehehehehe!
Fuuiii!

Moral da história:
- Todo poeteiro maluco tem a poesia que merece. Hehehehehehe!!!

Comentário final:
- Nessa vida, ó xente!, nóis sofri, mái nóis se diverti. Basta levá-la na prutanira e na molecagem, uai!
Hehehehehehe!!!


Joderyma Torres
Enviado por Joderyma Torres em 01/02/2006
Reeditado em 11/02/2006
Código do texto: T106793
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joderyma Torres
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 51 anos
70 textos (14851 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:24)
Joderyma Torres