Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIGILANTE BANCARIO

Meu amigo Asdrúbio, sujeito honesto, jamais se esqueceu de honrar um só compromisso. Mas, como todo vivente, tem sem seu dia de liseira, para saldar uns débitos procurou o Banco do Brasil nos Cafundós com a intenção de contrair um empréstimo.  Dirigiu-se ao setor de cadastro daquela instituição para prestar as informações de praxe: Nome, Estado Civil, Endereço, CPF, etc. Num dado momento, já completando a ficha cadastral o bancário lhe pergunta: - Seu Asdrúbio, o senhor tem alguma coisa no Banco? – Tenho sim!  -Quanto seu Asdrúbio? Neste momento Asdrúbio explica:  -Não é dinheiro não, é o vigilante bancário que é meu irmão.

Chiquimribeiro
Enviado por Chiquimribeiro em 03/04/2006
Reeditado em 12/03/2015
Código do texto: T133038
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chiquimribeiro
Fortaleza - Ceará - Brasil
507 textos (70800 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:45)
Chiquimribeiro