Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TODO CORNO É CEGO

A vida é a vida a luta é a luta, quem vive luta e quem luta vive. A vida é bela já dizia “Branchur”. Raimundo do fole portador de necessidades especiais, nascido nos Cafundós, montou um trio forrozeiro, composto de um sanfoneiro, um triangueiro e um sabumbeiro. Com essa pequena orquestra ganha a vida nas ruas de Fortaleza. O trio percorre praças e botequins do centro da cidade com suas apresentações voluntárias, O cachê é aquele. Dá quem quer e o que pode. Raimundo na condição de deficiente visual chama atenção adonde se apresenta. Logo que chega, alguém desavisado diz: - deixa o ceguinho entrar!  Ele responde no maior gracejo. - Ceguinho é a mãe... Mete os dedos no teclado dá o seu recado passa o chapéu junta os trocados e arriba em busca de outro ambiente para suas apresentações. O bom mesmo acontece é quando ele chega ao frigorífico e bar Raimundo do queijo de coalho. A mundiça grita... - Todo cego é corno! Raimundo do fole dá à maior gaitada e responde. - E todo corno é cego!
Chiquimribeiro
Enviado por Chiquimribeiro em 03/06/2006
Reeditado em 14/03/2015
Código do texto: T168873
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chiquimribeiro
Fortaleza - Ceará - Brasil
507 textos (70701 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:41)
Chiquimribeiro