Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desculpas Esfarrapadas BRASIL!

Desculpas Esfarrapadas BRASIL!
(Autor: Antonio Brás Constante)

A copa do mundo (que na realidade é o mesmo campeonato europeu, com a diferença de que neste evento os jogadores são todos misturados e reagrupados por nacionalidade), é um lugar de curiosas curiosidades. Onde alguns se preocupam em vencer recordes existentes enquanto outros preferem vencer a copa.

Nesta competição o time da seleção brasileira entrou para a história, conseguindo sem esforço algum decepcionar mais de cem milhões de pessoas em um curto espaço de tempo. Seguem abaixo algumas desculpas que talvez eles usem para explicar os seus erros:

1) A seleção não queria correr riscos e por isso não correu.

2) O jogo parecia à fábula da “tartaruga e a lebre”. Como a tartaruga sempre vencia no final da história, os jogadores acharam que com eles não seria diferente.

3) Parafraseando uma antiga música de Raul Seixas: “O problema é que tinha muita estrela pra pouca constelação...”.

4) Os jogadores não entraram com fome de bola em apoio ao fenômeno que estava iniciando uma dieta.

5) Roberto Carlos não falhou, apenas teve azar. Ele é considerado um perfeccionista, que até a cabeça raspou para não encontrar fios de cabelo em sua sopa. Quando viu a sua meia dobrada, não resistiu a tentação e se abaixou para arrumá-la.

6) Na falta marcada contra o Brasil, Ronaldinho gritou para Ronaldo pular junto com a barreira, mas ele preferiu erguer o braço achando que ninguém notaria a diferença.

7) Por ser uma seleção de estrelas, Parreira resolveu utilizar os serviços de uma astróloga (francesa) que também era médium e famosa por conseguir falar com os mortos. Com sua ajuda ele pôde se comunicar com Zagallo e com o time brasileiro, porém houve alguns ruídos de comunicação entre ambos, prejudicando o entendimento de suas instruções, pois Parreira sempre falava com a mão na boca. Conforme essa médium, a simples presença dos brasileiros em campo bastaria para aterrorizar os franceses de tal forma que eles chegariam a fazer dois gols contra. Com esta idéia na mente, o time do Brasil preferiu se preservar para uma eventual prorrogação, caso os franceses não conseguissem marcar os tais gols contra.

8) Descobriu-se que os jogadores brasileiros chutavam sempre a bola por cima da goleira francesa, pois estavam na realidade arremessando a bola rumo às estrelas, acreditando que fossem seus colegas de time.

9) A seleção levou carne (picanha, filé, etc) do Brasil para se banquetear durante a copa, sem desconfiar que a mesma estava com aftosa. Como efeito colateral passaram a agir de forma afetuosa durante toda partida, enviando as chances de vitória juntamente com a vaca que trouxeram direto para algo parecido com o brejo.

10) Cada jogador brasileiro entendeu que atuaria no meio-campo (culpa da mão na boca do Parreira), e que por esse motivo não precisaria correr o campo inteiro.

11) Nos seus contratos milionários estava escrito apenas para participar da copa, ninguém falou que precisavam jogar.

12) Eles entenderam que “marcar posições” era o mesmo que ficar parado no mesmo lugar.

13) Tiveram sessões de Yoga, que utilizaram durante o jogo para se harmonizar com o campo.

14) Como muitos dos atletas brasileiros jogavam com o francês Zidane no Real Madrid, acharam que estavam todos no mesmo time e não marcaram ninguém.

15) Quiseram homenagear os amigos franceses saindo da copa “à francesa”, porém ao invés de saírem sem se despedir saíram simplesmente sem jogar.

16) Acharam por bem perder a partida, em consideração aos seus vizinhos argentinos que também haviam sido desclassificados.

17) Apenas jogaram conforme treinaram, pois o aproveitamento do time nos treinos semanais era de 100% (12% na segunda-feira, 23% na terça, 18% na quarta, etc.).

18) Embolsaram seus gordos salários pouco antes de entrarem em campo. Fato que os deixou com excesso de peso dificultando sua locomoção.

19) Uma grande empresa de refrigerantes resolveu convida-los para participar de uma das suas propagandas, encenando os tais “mortos-vivos”, e eles para impressiona-la resolveram dar uma demonstração de sua veia artística durante todo tempo do jogo.

20) Cantaram tanto samba na concentração que acabaram dançando em campo.

21) Quiseram enganar os franceses fazendo de conta que não jogavam nada, e deu tão certo que acabaram não jogando mesmo.

22) Como eram muito religiosos não quiseram roubar bolas, pois roubar é errado, não quiseram jogar, pois jogar é coisa do capeta e principalmente, lembraram da surra que levaram em 98 e resolveram dar a outra face.

23) Por serem todos grandes estrelas, acabaram ficando há milhões de anos luz do jogo.

24) Desafiando todas as leis das probabilidades, houve uma crise coletiva de convulsões nos atletas brasileiros (com exceção do Lúcio, do Dida e de mais alguns poucos).

25) Parreira disse que o time não jogou perdido em campo, não jogou mal e não jogou parado. O time apenas não jogou.

26) Por fim, acredito que a seleção brasileira apenas usou a lógica. Pois quem joga muito erra muito, quem joga pouco erra pouco, então eles preferiram não errar.

OBS: Se alguém lembrar de mais algum bom motivo que sirva de desculpa para seleção fazer o que fez, me escreva (e-mail: abrasc@terra.com.br), ou utilize os comentários, que publicarei junto com estas nos sites:
www.abrasc.pop.com.br e neste meu cantinho das letras.
Antonio Brás Constante
Enviado por Antonio Brás Constante em 06/07/2006
Código do texto: T188598
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Brás Constante
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 100 anos
399 textos (85260 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:56)
Antonio Brás Constante