Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EGOS DE UM POETA CONTRO_VERSO


Sou contra (o) verso
Contro_verso,
Que com_bina
E_feitos per_versos
E ad_versos,
À retina
De quem vê
E lê!...

Sou contra lavras
De palavras,
Que, mal nascidas,
São con_sentidas
Como adultas larvas,
Adúltera(s) sem sentido!...

Sou contra tudo
E contra todos;
E con_tudo,
Se me iludo,
Digo mal
E, as_sim
A_final,
Acabo por ser
Um ser
Marginal
De mim!...

Sou o princípio
Do fim,
Sem meio
Nem virtude…
Princípio,
Meio suicida,
Que ilude
A vida
E que de_termina
Que fique tudo claro.
E assim,
Preto no branco,
O de_claro!
Este que s’assina:

    ASSSSASSSSINO DAS PALAVRASSSS.
    RSSSS...

    Adolfo Dias


HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 04/08/2006
Reeditado em 06/03/2008
Código do texto: T208923
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.Henricabilio.web.pt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 55 anos
573 textos (246289 leituras)
20 áudios (22305 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:31)
HENRICABILIO