Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA QUEBRADEIRA APÓS AS FÉRIAS

Fazer nada e dar sinal de ocupado.
Silenciar mil palavras o dia inteiro.

Consumir algo supérfluo e calórico
Esquecer a hora, o dia, o mês, o ano

Quinze dias são sábados ensolarados
Outros Quinze de domingos chuvosos

Depois, um mês inteiro pra pagar dívidas
Perdido na rotina, confinado no escritório

Eu queria que tudo fosse ao contrário,
Nascêssemos idosos, morrêssemos crianças

Se depois do dia dez tudo é fim do mês,
Não é porque só sei contar até dez

É porque você, leitor, não me dá grana
Prefere CPMF, IR, ICMS. Sempre siglas.

Vou mudar o meu próprio nome,
De Gilson Matos, para GM. Agora dá?

Como a beleza está na pele
E a feiúra vai até o osso:

 - O tempo é uma fábrica
    de monstros!

Você perdeu alguns segundos lendo,
Talvez esteja mais feio ao chegar até aqui.

E o meu dinheiro?
GILSON MATOS
Enviado por GILSON MATOS em 20/08/2006
Código do texto: T221290
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GILSON MATOS
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 39 anos
105 textos (19753 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:03)
GILSON MATOS