Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÁXIMAS DE HUMOR - V PARTE

Não podendo derrubar ninguém, caiu em si.

Morreu sim. Mas foi de tumor benigno.

Quem dorme no zoológico pode acordar com a macaca.

Em terra de cego quem tem um olho está mais sujeito a ilusões de ótica.

Não há falta de gênios. Os imbecis é que estão em excesso.

Você percebe que está ficando solitário quando se surpreende dando boa noite ao espelho.

Era tão míope que o médico lhe receitou um par de bússolas.

Hipocondríaco com insônia não conta carneiros. Conta gotas.

O matemático sofria de cálculo. Morreu numa operação mal feita.

Nasceu de parto normal. Morreu de poluição.

Trabalho máximo, salário mínimo.

No terceiro mundo a fome é de primeira.


(José de Castro, in "Quem brinca em serviço - textos de humor - Natal/RN: Edições Sebo Vermelho. 2003)
José de Castro
Enviado por José de Castro em 25/08/2006
Código do texto: T225117

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José de Castro
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
2254 textos (673447 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:23)
José de Castro