Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

qualquer maneira (4)

Estava eu a c*g*r em cima da árvore quando se aproximou o Sr. Guarda, depois veio a Senhora, agora o Senhor. Tentei remediar o mal acordando a Senhora, mas como um mal nunca vem só?... Foi a explicação do Bocage.
* a + * a

{Uma anedota pode ter Moral e tudo o que se queira, até pode ser completamente idiota e não ter quaisquer maneiras. De qualquer maneira, as melhores são aquelas que desanuviam o momento e permitem rir. Imaginemos a D. Mariquinhas a acordar e gritar: - Vou fazer queixa na Polícia! Desculpe, Senhora, acha que a deixam entrar a cheirar mal do chapéu e cabelo e com a camisa branca de rendinhas assim nesse estado? Está preso!, o guarda dá ordem de prisão ao Bocage. Espero que a sopa hoje seja boa, responde o Bocage. O chefe Belarmino faz uma ligeira vénia ligeiramente inclinado para a D. Mariquinhas, a todos desejando um bom dia, e segue o seu passeio. Alguém há-de vir limpar a merd*...
* a}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 30/08/2006
Código do texto: T228820
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310480 leituras)
37 áudios (39564 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:21)
Francisco Coimbra