Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETA SOZINHO PROCURA...


Pode ser que alguém duvide,
das coisas que vou dizer.
Eu sempre trouxe comigo
o dom de tudo prever!

Mas sempre tive bom senso,
e nada disso eu contei.
Mas não foi pouca desgraça,
que, por saber, evitei!

Só que o que previ agora,
vou contar tudo a vocês.
É coisa pouca que eu vejo,
nestes meus cinqüenta e três!

Meu destino está traçado,
e ele eu não posso mudar!
Vai pintar na minha vida,
uma Deusa singular!

Pode ser loira ou morena,
não importa qual a cor!
Mas vai ser mui dedicada
só enxergará meu amor!

Saber de tudo é preciso,
e disso não abro mão!
Tem que ser boa de cama,
Inda  melhor de fogão!

Preocupar-se ela não pode
a que horas vou chegar!
Seja cedo ou seja tarde
tem que deitar pra me amar!

Fingir, então, é defeso,
nem pensar em reclamar!
Mesmo com câimbra na coxa
ela vai ter que gozar!

E quando chegar a doença,
e o trabalho atrapalhar,
tem que sair, ir à luta.
buscar grana, se virar!


Mas, nem pensar coisa feia
quando tiver que ralar.
Tem que pegar no pesado
não pode dar pra ganhar!


Às seis horas da matina,
sem chorar, sem fazer drama,
tem que pegar meu café
e levar pra mim na cama!

Quando eu tiver levantado,
meu terno lá deve estar!
Com a camisa e com a gravata,
num conjunto a combinar!

Volto pra casa uma hora,
em ponto, para almoçar!
Tudo deve estar na mesa,
prontinho pra eu degustar!

Pra não dizer que sou duro
na mesa pode sentar!
Só não pode abrir a boca
sem antes me perguntar!

Enquanto eu tiro um cochilo,
pra esquecer do dia a dia,
ela aproveita meu sono
e vai descansar sobre a pia!


Sete horas sai o lanche,
que sempre a saúde nivela!
E durante o meu repasto,
ela pode ver novela!


Depois de ver as noticias
-Também sou filho de Deus-
Devo sair sem destino
Pra curtir os sonhos meus!


Por ser moleza o que eu quero
Meu telefone vou dar
solteira, casada ou viúva
Pode se candidatar!


Nelson de Medeiros

MIDI: Mulheres:
http://www.nelsonmedeiros.prosaeverso.net













Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 12/09/2006
Reeditado em 12/09/2006
Código do texto: T238727

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (66326 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 22:46)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor