Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOGRA É IGUAL MANDIOCA

     Minha filha Silmara Lúcia estava a namorar o Laurindo. Rapaz bonito, bom filho, ótimo amigo, excelente músico(toca na banda da igreja), companheiro de todas as horas. Estavam namorando já há um mês, isso mesmo, um MÊS. Eu amando aquele romance, pois sou daquelas mães que está sempre presente com os filhos em todos os momentos, os bons e os ruins também.

     Como boa mãe que sou(modesta não...), proporcionei um passeio à fazenda. Fomos à fazenda passar uns dias, só comendo, bebendo(água, suco e refrigerante), indo para a cachoeira, visitando os vizinhos, ouvindo as histórias do meu pai. Vida boa.

     Um dia quando estávamos preparando o que íamos comer no almoço, o Laurindo, que me chama de tia disse: "Ah! tia, faz costela com mandioca". Concordei. Então o convidei para irmos arrancar a mandioca. Fomos só nós dois.
Dei logo a enxada para ele e fomos. Conversa vai, conversa vem, ele me disse: "Tia, sogra é igual a mandioca." Eu, nem imaginei o que seria o final daquela frase. Toda inocente, pensei que ele ia dizer algo inaltecedor, pois a mandioca é um alimento excelente e tem vários derivados. Depois de alguns minutos, esperei pois esses jovens são cheios de pegadinhas, como ele não completou eu perguntei: "Por que, Laurindo, por que sogra é igual mandioca?". Ele bem sério disse: "Boa é debaixo da terra." Quase morri de rir. Rio até hoje.

     Resultado: Dez mese depois estava eu cozinhando para o jantar do casamento dos dois, na maior felicidade, mas não tinha mandioca no cardápio.

     Quem ler vai pensar que não nos damos bem. Mas humor à parte, o Laurindo não é um genro, é um verdadeiro filho. No damos super bem, ele me ajuda muito e estamos na expectativa da chegada do Pedro Henrique que deverá acontecer por estes 10, 15 dias. Amo demais estas pessoas!

     Laurindo vive brincando que quando o Pedro Henrique crescer ele vai lhe ensinar que sogra é igual mandioca.
Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles
Enviado por Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles em 15/09/2006
Código do texto: T240661
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 58 anos
152 textos (4029 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:11)