Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAURINDO E SUAS PIADAS

     Chego do trabalho por volta das vinte horas e vou direto preparar o jantar. Geralmente Silmara Lúcia e Laurindo me ajudam.

     Laurindo, sabedor do meu humor à flor da pele e meu riso descontrolado, sempre vem com uma piada para me contar, diz ele que gosta de contar piada para mim que eu não páro de rir mais. Às vezes ele conta para a esposa e ela nem ri. Conta pra mim e o riso é certeiro.

     Ontem, como sempre, estávamos na mesma rotina do jantar quando Laurindo começa. "Tia, olha esta: Um homem estava muito doente no leito de um hospital. A esposa sempre do seu lado. Ele começou então a dizer: 'Fulana, você sempre esteve ao meu lado, em todos os momentos ruins da minha vida você estava do meu lado... lembra quando perdi meu posto de gasolina, você estava do meu lado... Quando perdi minha empresa, você estava do meu lado... Quando aconteceu aquele acidente, você estava do meu lado... Quando o bandido me assaltou, você estava do meu lado... Sempre você está do meu lado... Agora eu nesta cama de hospital... e você aqui do meu lado...' A mulher deveria estar pensando: 'Ah! Eu sou a mulher, a companheira, a super esposa' E o homem detonou: 'Você é pé frio, só me traz azar, sua infeliz!"

     Eu soltei aquela gaitada! E rindo, falei: "Coitada da mulher..." Estou rindo até agora.

     A Silmara Lúcia não achou graça. Será por quê? kkkkkkkk
Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles
Enviado por Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles em 15/09/2006
Código do texto: T240673
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 58 anos
152 textos (4027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:35)