Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O candidato perfeito!

Sou o candidato perfeito:
sorriso falso, seriedade no olhar,
sempre de gravata, paletó, barba feita,
um cara legal, que consegue te enganar.

Na TV, olhos fixos na câmera,
falo abobrinhas e minto pra cacete,
sempre sério, vou prometendo isso e aquilo,
sem tremer, sem emitir um só cacoete.

Digo para você confiar em mim,
prometo respeitá-lo continuamente.
Prometo até a lhe arranjar emprego, juro.
Minhas palavras invadem sua mente.

Prometo combater a criminalidade,
aumentar salários, escolas construir,
vou prometendo, falando, falando,
somente aquilo que você quer ouvir.

Oh, como é fácil mentir na TV!
Alguns segundos de pura enrolação.
E você acredita, eleitor, em tudo!
Seu voto já está na minha mão.

Nas ruas, cercado por meus assessores,
carrego até criancinha no colo, sim senhor!
Como pastel, mocotó (arg!) e outras baboseiras,
pego chuva, dou abraços, um horror.

Ando muito, sempre com meu sorriso falso,
aceno para os otários da multidão,
sorrindo, discursando, prometendo,
sou o mestre da falsidade e enrolação.

No palanque, meu show é maior!
Ali, sou o candidato perfeito, com certeza!
Meus gritos são ouvidos longe,
meus gestos são vívidos, uma beleza!

Minhas palavras mentirosas ecoam no ar,
tenho o profundo poder da persuasão,
consigo vender geladeira para esquimó,
sou convincente, o rei da ludibriação.

Hehehe! Sinto vontade de rir, só em pensar.
Os votos são computados a meu favor.
Muitos votos, milhares deles, que maravilha!
Estou eleito. Meu Deus! Sou um vencedor!

Mais tarde, depois de eleito,
executo de imediato minha primeira atividade,
abro uma linda conta secreta na Suíça,
para ali depositar os frutos da felicidade.

Depois, é passar quatro ou cinco anos na moleza,
dando entrevistas, fingindo pelo povo lutar,
desviando grana de obras faturadas,
aprovando emendas que irão me beneficiar.

Adoro quando os repórteres me cercam.
Deliro quando me vejo, todo elegante, na TV.
Minha mansão está pronta, minha vida uma beleza,
Estou rico! E tudo isso graças a você.

Sim, sou o candidato perfeito.
Estou de volta, eleitor, pronto para lhe roubar.
Vote em mim, vote. Eu te imploooro!!!
Você, que acredita em Papai Noel, pode votar.

Bem, agora com licença, meu fiel eleitor,
que vai começar meu espaço na TV.
Fique atento nas minhas palavras.
Espero seu voto, que irá me enriquecer.
Bye!

FIM
Joderyma Torres
Enviado por Joderyma Torres em 18/09/2006
Reeditado em 05/03/2007
Código do texto: T243517
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joderyma Torres
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 51 anos
70 textos (14845 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:07)
Joderyma Torres