Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PONTO DE ÔNIBUS

Uma senhora grávida de 8 meses aproximadamente,esperava o ônibus. Não havia lugar para sentar, não havia banheiro por perto e as condições do local eram as piores possíveis.
Em seguida chegou a esse mesmo ponto, um homem um pouco gordo. Os dois ali permaneceram, calados, no mais absoluto silêncio. Por alguns momentos, olharam-se, porém nenhum dos dois falou nada. O ônibus estava demorando bastante, isso,porque não era horário de pique. Num determinado momento, a senhora olhou para a barriga do homem gordo (de forma indiscreta) e com, uma certa ingenuidade, lhe fez uma pergunta bastante embaraçosa: O senhor também está esperando? Meio sem graça,porém, educadamente, ele respondeu: NÃO SENHORA, EU SOU GORDO ASSIM MESMO.        Em seguida, o ônibus chegou ao ponto, e os dois embarcaram para os seus destinos.
Jorge Gil
Enviado por Jorge Gil em 21/09/2006
Reeditado em 13/04/2007
Código do texto: T245711

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o lin para a obra total.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Gil
Goiânia - Goiás - Brasil, 79 anos
867 textos (45739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:04)
Jorge Gil