Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E se "ELES" fossem um software...

E SE “ELES” FOSSEM UM SOFTWARE
(Autor: Antonio Brás Constante)

O Brasil é um país cujo sistema político necessita urgentemente de um “upgrade”, deletando políticos corruptos e otimizando os honestos (caso existam), para que estes trabalhem de forma a aprimorar os rumos desta nação.

Para que as coisas por aqui melhorem, inicialmente deveria ser pego o programa CPI, e habilitá-lo para detectar arquivos ocultos, pastas ocultas, dinheiro oculto, maracutais em geral ocultas, entre outras patifarias. Deixando tudo visível e passível de ser descoberto, mandando toda podridão encontrada direto para “lixeira”.

Ao invés de se utilizar antivírus, seriam instalados antisanguissugas, anticorruptos e antisafados. Estes utilitários rodariam 24 horas por dia atrás dessas pragas, que uma vez encontradas seriam remanejadas para um diretório chamado “cadeia”, sendo apagadas da vida política.

Um dos grandes problemas do Brasil é que seu “hardware” populacional tem problemas de memória e também sofre com uma série de falhas de leitura, escrita, etc. intituladas de “analfabetismo”, prejudicando seu processamento de informações, que poderiam auxiliá-lo na hora de confirmar seu voto.

Existem outras falhas graves que comprometem o bom funcionamento da máquina Brasil, são elas: insegurança, desemprego, miséria. Todas possíveis de se resolverem, através de “programas de investimento”. Basta utilizar estes aplicativos e haverá uma imensa chance de tudo ficar bem. Pois, quanto mais forem aplicados os tais programas de investimento nas áreas acima, melhores serão os índices favoráveis que colheremos, com o surgimento, por exemplo, de diretórios chamados “escolas”, onde os arquivos “crianças” poderão estudar e serão preservados das falhas já citadas que causam erros irreparáveis nesses arquivos.

Outros diretórios que seriam instalados seriam “empresas” (micro, médias e grandes, pois tem lugar para todas nessa imensa nação), “hospitais”, “delegacias”, entre inúmeros outros diretórios, essenciais ao desempenho e desenvolvimento de qualquer país.

Para atualizar a máquina política, basta inserirmos um código chamado “voto”. Através dele, pode-se manter um governo que está funcionando de acordo com as expectativas da população, trocando qualquer parte dele que não se demonstre satisfatória.

Com o voto, podemos fortalecer administrações atuantes, ou corrigir gestões que apresentem falhas. Caso se verifique que o deputado, ou governador, ou senador fulano de tal, não demonstrou estar fazendo uma boa gestão (ou pior, que esteja envolvido em alguma ilegalidade), troque-o por outro, e fique de olho, cobrando o cumprimento de suas promessas e fazendo valer os seus direitos.

Enfim, somos a energia que movimenta todo sistema. Os políticos são uma espécie de processador que faz este sistema funcionar. Tudo girando em ciclos, necessários justamente para que possam ocorrer as devidas correções de eventuais trilhas defeituosas, que já há um bom tempo vêm causando estragos por todos os lados, mas que ultimamente tem sido descobertas e retiradas do processador político, evitando assim novos estragos e demonstrando que apesar de todos os defeitos, ainda poderemos alcançar o status de “super-máquina”. PARA QUE O BRASIL POSSA DAR CERTO, BASTA VOTARMOS CERTO!

SITES: www.abrasc.pop.com.br e www.recantodasletras.com.br/autores/abrasc)

ATENÇÃO: Divulgue este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).


Antonio Brás Constante
Enviado por Antonio Brás Constante em 01/10/2006
Código do texto: T253473
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Brás Constante
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 100 anos
399 textos (85227 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:01)
Antonio Brás Constante