Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONFESSO QUE MATEI


Matei
Com uma entaladela
Quem me queria matar a mim.

Matei
Com gana o bicho,
A traça,
A galga furiosa,
Desenfreada acoria
Essa louca cinorexia.

Matei
Com uma bucha
O rato que roía
Na barriga a dar horas
Essa grande lazeira.

Matei
Com força a fraqueza
A sôfrega larica
Simplesmente grisa
Cara larota
Essa esganada rafa.

Matei
Para não ser morto
Impiedosamente
E sem remorsos
A penúria do estômago.

Matei
E matarei
Talvez já daqui a umas três horas…


***************************************************

20.07.2003 Adolfo Dias

Poema feito numa fase de minha vida em que andava entusiasmado em recolher palavras e expressões da gíria popular da minha região, acabando por fazer este textos usando, com algum humor, os sinónimos que encontrei da palavra "fome"...

Abílio Henriques
HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 03/10/2006
Reeditado em 12/01/2010
Código do texto: T255293
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 55 anos
573 textos (246277 leituras)
20 áudios (22305 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:29)
HENRICABILIO