Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGORA AS CALÇAS FALAM...

Elas começaram decorando seus caminhos, foram planejando tudo... Até ai, acho que havia ainda uma certa timidez entre elas, o que provocou em mim um espanto esta tarde...
Estava eu, aqui no meu quarto, ouvido uma música... aquela da Ana Carolina... eu não estava cantando, mas comecei a ouvir uma voz (particularmente horrível) cantando de fundo... "MINHA GARGANTA ARRANHA...NANANANA"... desliguei o som, e...
- Ei, porque você desligou o som...
Imaginem meu espanto...
- Ôh, coisa feia, tô falando contigo, aquela é a minha favorita, você não se toca né?
Não sabia se abria a porta do guarda-roupa ou não... Entre o sim e o não... Lá fui eu...
- Quê que isso, coisa feia, tá parecendo fantasma...
Perguntei:
-Você esta mesmo falando?
- Não, to abrindo e fechando o ziper, claro né ôh Einsten do mato...
Ah, foi a gota d´água, olhei para ela, perguntei por que todo aquele desaforo, ela simplesmente me disse que aquilo não era desaforo, era DIÁLOGO...
CALÇA FILHA DA P... FILHA DA Porcaria de fábrica têxtil que não sabe fazer calça comportada...
Ela ficou ali, resmungando, rosnando, mandando em Deus e todo o mundo, corri, peguei uma tesoura, olhei para ela com olhar de nazista e disse:
-Cale-se agora, ou morra...
-Háhá, aposto que esta merda tá cega...
-Á é? - Cortei-lhe um pedaço da perna... Começou a chorar...berrava, pedia que eu não fizesse mais aquilo, PAREI AI...
AGORA, ESSA CALÇA NÃO PARA...não consigo dormir, alguém me ajude, ela me xinga e chora ao mesmo tempo, estou enlouquecendo... ESTA É UMA CONFISSÃO, SE POR ACASO OS NOTICIÁRIOS DE AMANHÃ AVISAREM SOBRE O FALECIMENTO DE UMA CALÇA VIVA E TAGARELA, FUI EU QUEM MATEI...

AH, esta calça me lembra muito o burrinho do SHERECK (é assim que se escreve, né?)

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE... FELICIDADE CONTINUA CAUSANDO FERTILIDADE MENTAL E CONVERSAS FIADAS, ACRESCENTANDO A SEGUINTE REAÇÃO: PESSOAS CADA VEZ MAIS BOBAS! (Exemplo: "eu")
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 21/06/2005
Reeditado em 22/06/2005
Código do texto: T26420

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 27 anos
392 textos (25458 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:22)
Daiane Rodrigues