Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O soltador de foguetes

       Todo comício que se preza tem que ter foguetes. Comício sem foguetes é mesmo que festa de aniversário sem bolo, cachaça sem tira-gosto, circo sem palhaço. E naquele comício, no bairro Piçarreira, em Teresina, capital do Piaui, o PMDB fazia um grande comício de oposição. O xexeleu do presidente do partido era um um pinguço  que atendia pelo apelido de Chapola. Recebeu a incumbência de tocar fogo nos foguetes para criar o clima de animação e atrair a população. Já havia tomado umas e outras. Saiu abraçado com os foguetes.Ele e seus auxiliares. Dali a pouco, estouram os fogos.Um pipocar nos céus da Piçarreira. Mas, eis que, lá se vem a equipe fogueira e na frente, com os braços sangrando, o chefe Chapola, com cara de  choro. O presidente do partido se apressou no socorro:- Homi que foi isso ?
-Foi o diabo dos foguetes, estourou na minha mão.
-Burro, eu te avisei, foguete a gente bota no pau...
Chorando, Chapola ainda responde:
- No pau ? Se fosse no pau tinha levado até meus ovos !  
garrinchapiaui
Enviado por garrinchapiaui em 21/10/2006
Código do texto: T269841
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
garrinchapiaui
Teresina - Piauí - Brasil, 78 anos
491 textos (36378 leituras)
1 áudios (214 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:29)
garrinchapiaui