Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAMPIRO, SANGUESSUGA E MENSALEIRO

Repare que petulância... Veja que cara de pau... Lá tô eu na missa dominical redimindo-me das ofensas e pecados cometidos durante a semana, por ocasião do abraço da paz me aparece um fila-da- puta oportunista, candidato não sei das quantas. O cara aperta minha mão, abraça-me, dá três tapinhas nas costas, encosta sua cabeça no meu ombro e baixinho ao ouvido pediu: - Meu irmão você vota em mim.   Camarada esta hora me faltou terra nos pés, aquilo que o outro chamou de roxo subiu para o pescoço e um gosto amargo veio à garganta. Mas, diante da situação tinha que respeitar a casa do senhor e engoli a seco. Como  terminou o culto e estou fora do templo, Eu vou dizer. Ah! Que eu vou dizer e ele vai ter que me ouvir.  – Vampiro, sanguessuga de uma figa, mensaleiro de meia tigela vai catar votos no inferno e deixa o povo de Deus em paz!
Chiquimribeiro
Enviado por Chiquimribeiro em 22/10/2006
Reeditado em 15/03/2015
Código do texto: T270635
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chiquimribeiro
Fortaleza - Ceará - Brasil
507 textos (70716 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:57)
Chiquimribeiro