CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Brasil - Entradas e Bandeiras ( 2 )

     Após o descobrimento da Terra de Santa Cruz, os portugueses chegaram a conclusão que deveriam dominar de vez o território, para evitar que os espanhóis fizessem no Brasil, o que fizeram ao resto da América Latina.
     O império espanhol já havia criado coisas indescritíveis como os argentinos, os bolivianos e os terríveis paraguaios.
     O Rei em 1532 resolveu que não era apenas de pau-brasil que os portugueses viveriam. Fundando a vila de São Vicente, os portugueses partiram para o interior do país.
     Martin Afonso de Souza foi o primeiro a "entrar" no território desconhecido, mas "entrou pelo cano" ao ser morto por índios hostis.
     Então veio o especialista em "Entradas", mas que não trabalhava sob a sombra de nenhuma "Bandeira", Tomé de Sousa.
     Lusitano, descendente de Chichorro ( maníaco português ), e filho bastardo do Prior de Rates, era o mais indicado ao serviço.
     Mas ao invés de ir ele mesmo, mandou seu cupincha castelhano Francisco Bruzo de Espiñosa para a expedição.
     O resultado foi que o castelhano, que era mais feio que bater em mãe por causa de mistura, assassinou um sem-número de índios, e "entrou" em tudo o que era canto.
     Tomé de Sousa acabou se tornando o governador geral do Brasil. Durante 4 anos tocou o terror com os nativos.
     Foi durante esse período que os portugueses começaram a se envolver com as lindas índias, e suas esposas foram forçadas a trazer negros da África para suprir suas necessidades.
     Logo, os negros se mostraram muito eficientes como escravos de suas senhoras, e se tornaram indispensáveis. O mesmo não se podia dizer das índias, que logo que "fisgavam" um lusitano, encontravam algum advogado e os "metiam no pau".


ESSE TEXTO É BASEADO NOS TEXTOS "A HISTÓRIA COMO ELA FOI" DE JONI DJOVA QUE PODEM SER LIDOS NO RECANTO DAS LETRAS.
Tarciso Tertuliano
Enviado por Tarciso Tertuliano em 19/01/2011
Código do texto: T2739598
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Tarciso Tertuliano
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 35 anos
13 textos (506 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/09/14 20:30)