Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O FUNERAL

O FUNERAL
 
De todas as minhas experiências como psicólogo, a que mais me marcou aconteceu num funeral. Explico:

Certa vez fui convidado para a cerimônia de cremação do corpo de um colega, médico cardiologista muito conhecido, que morreu subitamnte. Como psicólogo aceitei o convite, até para dar apoio à família.

Juntamente com dois amigos, também médicos, fui consternado à cerimônia, feita com todo o zelo que a fama do falecido merecia.

Para homenageá-lo condignamente, a família mandou fazer um enorme coração de rosas vermelhas, que permaneceu o tempo todo atrás do caixão.
 
Após as exéquias, e as últimas palavras do padre, o "coração" de flores se abriu e o caixão entrou automaticamente nele, sob as lágrimas emocionadas de todos os presentes. Depois o "coração" se fechou, levando no seu interior nosso colega para sempre, cujo caixão foi direto para o crematório

Eu ainda estava emocionado, pensando na efemeridade da vida, quando ao meu lado esquerdo, um dos amigos que me acompanharam ao velório explodiu na gargalhada, para minha surpresa e a indignação de todos.

¬─ Você enlouqueceu? – perguntei – Por que está rindo?

Ele explicou:
 
Desculpem-me, por favor, desculpem-me. Eu não quis ofender ninguém. Eu só estava pensando como seria meu próprio funeral... sou ginecologista”
 
Nesse momento, à minha direita, o outro amigo que levei, um proctologista,  desmaiou.

* * *
JB Xavier
Enviado por JB Xavier em 05/11/2006
Código do texto: T282705
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
JB Xavier
São Paulo - São Paulo - Brasil
1049 textos (179075 leituras)
50 áudios (18291 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:20)
JB Xavier

Site do Escritor