Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAJELANÇA

Coitado do primo véi, após uma jornada etílica ficou idêntico a um filhote de urubu, era um peido estrepitoso e uma golfada, lhe serviram água, chá, café amargo, alka-seltzer, sonrisal todo tipo de capa e outras meizinhas, mas, o infeliz jogava fora. Até parece que cachaça bebida pelo condenado trancou a boca do estômago, nada que ele ingeria segurava dentro. Foi então, que minha tia teve um estalo e chamou um curandeiro. O benzedor não perdeu tempo, colocou a mão esquerda sob a cabeça do desafortunado iniciando a pajelança. - Jesus quando andou no mundo todo mal ele curou... Curou dor dente, dor de ouvido, dor de nariz e dor de garganta.  Curou até entupimento no estômago. Toda moléstia alojada no corpo desse menino. se tiver no tutano vá para o osso, mas, se tiver no osso vá para o sangue, se tiver no sangue vá para a carne, estando na carne, vá para pele e se tiver na pele vá para as ondas do mar sagrado que por lá se acabará.  Vai-te moléstia atrasada, tu não pertences a esta matéria. Desaloja murinhas da gota serena!
Chiquimribeiro
Enviado por Chiquimribeiro em 11/11/2006
Reeditado em 15/03/2015
Código do texto: T288330
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chiquimribeiro
Fortaleza - Ceará - Brasil
507 textos (70680 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:56)
Chiquimribeiro