Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FESTAS POPULARES OLISSIPONENSES

I

Manhã quente e abafada, mês de Junho,
p’ las ruas e avenidas da cidade
meninas e meninos sem idade
e povo mais que muito como um punho.

É dia treze, tudo em pandemónio,
ninguém pregou o olho toda a noite
que a farra sob o nome de Sto. António
castigou todo o corpo num açoite...

Qual foi a Marcha ontem vencedora,
qual foi a Marcha ontem mais jeitosa,
digam lá, quem as viu, como acabou ?

Mas ninguém recordava ali na hora
pois, p’ lo ‘feito daquela noite airosa,
em todos, foi o Santo que ganhou !

II

Meu Santo, santantoninho,
não te vás embora já
bebe aqui mais um copinho
até chegar a manhã.

E meu povo foi dançando
p’ los passeios com carinho
uns a rir, outros chorando,
meu Santo, santantoninho.

Anda no ar suave aroma
bifana fresca acolá
ó meu Sant’ amigo, toma,
não te vás embora já.

Ali, ao fundo, na viela,
na cascata há rosmaninho
não receies a piela
bebe aqui mais um copinho.

Dizem qu’ o Santo deitou
o corpo no velho sofá
e com alguém dormitou
até chegar a manhã !


Frassino Machado,
AS MINHAS ANDANÇAS
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 01/12/2006
Código do texto: T306892
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FRASSINO MACHADO
Odivelas - Lisboa - Portugal
1790 textos (47025 leituras)
20 áudios (852 audições)
2 e-livros (24 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 03:45)
FRASSINO MACHADO

Site do Escritor