Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prosa Caipira. 16. ( A Aposta)

 A aposta.

O cumpadi Jão gosta de temá cumigo argumas coisas... o home é anarfabeto de pai, mãe e parteira... memo assim é teimoso.
Nós tava pitano no banco da praça e passô uma muié toda elegante. E ele oiô e disse:
- Óia... cumpadi Izé... qui muié elegante... peito pra frente e qui bunda arribitada pra trás!
Aí eu disse a ele:
- Cumpadi Jão, num ixiste muié dos peito pra frente nem da bunda pra trás não, seu bobo!
- Que isso, sô! Deixa de sê besta!
- Vamo apostá!
- Vamo! Duas novilhas! Quem perdê, perde duas novilhas!
- Tá feito!- disse eu.
- Intão prova!
- Toda muié e dos peito pra trás e da bunda pra frente!
- Prova!- disse ele.
- Claro! Dos peito pra frente acabô a muié e da bunda pra trás num tem mais muié, sei abestaiado! É iguar vaca, num existe vaca do chifre pra frente nem do rabo pra trás... do chifre pra frente acabô a vaca e do rabo pra trás cabô a vaca!  Passe logo minhas duas novilhas!
Fim.
Lucas Durand
Enviado por Lucas Durand em 02/12/2006
Reeditado em 30/04/2008
Código do texto: T307485
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucas Durand
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
491 textos (396619 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 10:23)
Lucas Durand