Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS GALINHAS ESTÃO VENDIDAS


Terezinha Pereira*

Luciano estava com uns doze anos, creio.  Desde não sabia quando, costumava criar galinhas de raça, das mais comuns até às mais exóticas. Tornou-se conhecido dos  criadores da região.  Numa tarde, Luciano  recebeu um telefonema  de um fazendeiro paulista que encomendou-lhe seis casais, cada um de uma raça diferente, para levar para sua terra. Ficou combinado que Lu  entregaria as aves ao comprador no sábado seguinte, num sítio de seus  parentes, que ficava à beira da estrada, a uns poucos quilômetros da cidade.
No dia  combinado, logo cedo, o menino  tratou de pegar os galináceos. Nem deu importância a uma  chuva que caía miúda.  Juntou todos em um saco e  dirigiu-se  à rodoviária, para pegar um ônibus  do  meio-dia, que  passava pela estrada que beirava o sítio. Ao comprar a passagem, o garoto  descuidou-se e a boca do saco das aves  abriu-se. Quando ele  deu-se conta, as aves já estavam provocando uma folia  na rodoviária e na praça de frente. O garoto deu então o grito:
            _ Gente, gente, me ajuda. Essas  galinhas estão vendidas!
Correria geral. De todos os lados, saiu alguém para ajudá-lo a recolher as aves.  Os aposentados que estavam na praça jogando cartas, saíram na correria para ajudar na recuperação das galinhas vendidas.  Um senhor segurou a boca do saco e foi cuidando das recuperadas. Dois velhotes, ainda bem que saíram prevenidos por causa da chuva do amanhecer, usaram os próprios guarda-chuvas  na empreitada. Lu conseguiu  reaver  suas galinhas vendidas e ainda contou  com a benevolência do motorista do ônibus, que partiu com um certo atraso,  após acomodado o saco das ditas  no bagageiro.
E foi só o ônibus andar alguns minutos na estrada, Luciano deu sinal de parada. Quando percebeu que era o garoto das galinhas vendidas que já queria   descer do ônibus, o motorista não se conteve:
_ Menino, mas você vai descer é aqui? Está certo disso?

Terezinha Pereira
Enviado por Terezinha Pereira em 10/09/2005
Código do texto: T49385
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Terezinha Pereira
Pará de Minas - Minas Gerais - Brasil, 68 anos
124 textos (52837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:33)