Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

... O ANDAIME

MANÉ & ZEZÉ
... o andaime.

– “Zezé, ocê já sabi?”
– “Num sei, não, o qui é, Mané?”
– “O povo fala e o povo quando fala é pruque tem razão, num é? É, Zezé, o povo tá falando qui aquele troço lá, lá naquele prédio grande, qui tá sendo pintado.”
– “Qui prédio é esse, Mané?”
– “Aquele ali, pertinho, pertinho daquela ponte, ô sô.”
– “Já vi, Mané. Já vi. O qui qui  tem, Mané.”
– “Ora, Zezé, o povo tá cuntando qui prá fazê aquele troço, aquele andaime, aquelas varas de eucalipto cum tábua pru modo dos pintor pintar as paredes, só os paus custou 18 mil mangos.”
– “Num é possível, Mané, lá na minha roça tenho muitos paus daqueles plantados, é só buscar, dou de graça prá quem quiser.”
– “Puis é, Zé, de tanto o povo falá qui é muita grana prá pouco pau e qui quem vendeu os paus é o irmão do amigo do chefe do povo qui guarda o dinheiro do povo qui eles agora falam pru aí qui foi de graça, foi dado, Zé!”
– “É, Mané, tá preta a coisa toda, se bubiá, a gente fica sem carça.”
– “Fica mesmo, Zé! Bubiou e a mão entra nu cofre do povão, santo Deus!... U povo tem sempre razão, chaminé com fumaça é pruque tem fogo no fogão.”
Karuk
Enviado por Karuk em 04/10/2005
Código do texto: T56689
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Karuk
São João Del Rei - Minas Gerais - Brasil, 76 anos
300 textos (31527 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:38)
Karuk