Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PILEQUE

Você diz que me conhece -
Mas de onde que eu não sei?!
Você fala de uma festa
Ponho minha mão na testa
E me lembro finalmente...

Porém eu tinha bebido
Muito além do que costumo,
Tomei vinho, rum, cerveja
Aguardente, uísque, veja
Então por que nõ lembro...

É verdade àquela frase:
Não existe mulher feia
Quando estamos de pileque
Quanto choque - mas que breque!
N'acredito no que vejo...

Uma velha desdentada
Pode ser a minha avó
Quando olho pra você
Me pergunto Deus:"Porquê!"
Digo então:"Não te conheço!"

E me afasto de mansinho
Mas você vem logo atrás
De repente olho ao lado
Fico então desesperdo
Vejo minha namorada:

Neste instante um exorcismo
Eu começo a simular
E eu explico pra patroa
Que o diabo andando à toa
Resolveu incomodar...

GONÇALVES REIS
MVML


     11/08/07
Gonçalves Reis
Enviado por Gonçalves Reis em 14/09/2007
Reeditado em 26/10/2007
Código do texto: T652841

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gonçalves Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil
1155 textos (75345 leituras)
1 áudios (107 audições)
1 e-livros (51 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:44)
Gonçalves Reis