Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOU MESMO UM AZARADO...

        Havia um homem sentado na mesa de um bar com um copo, cheio, na mão.
        Um bêbado entra, pára na sua frente, afana o copo e bébe até
a última gota.
        O homem chóra desesperado e fala:

- Sou mesmo um azarado...

- Só porque tomei toda a sua branquinha ?

- Não...
  Hoje cedo, quando saí da garagem, batí meu carro e arranquei o
  pára-choque.
  Fui assaltado quando parei no semáforo.
  Fui demitido do meu emprego porque cheguei 5 minutos atrasado.
  Voltei para a casa e encontrei minha mulher com outro homem.
  Fui por água na gaiola, mas, o sabiá tinha fugido.
  Decidí molhar a grama, mas, a mangueira estava furada.
  Passei pela vendinha, comprei um vidrinho de veneno, sentei aquí,
  coloquei  todo o veneno neste copo, você chega e bébe tudo...
  Sou mesmo um azarado...
Macris
Enviado por Macris em 27/09/2007
Reeditado em 27/09/2007
Código do texto: T671161

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Macris
Valinhos - São Paulo - Brasil
722 textos (57012 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 04:30)
Macris