Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OPERÁRIO ADIVINHO

      Um indivíduo contratado recentemente numa empresa, após um mês de trabalho, recebe pela primeira vez o seu pagamento.
      Era de costume do cara, que estava pagando, dizer ao entregar a folha de pagamento ao empregado:

- Se alguém tiver alguma reclamação a fazer, faça-a agora.

      O novo operário, notando que havia passado R$ 100,00 além do devido em sua folha, o interrompe:

- O meu está bom, eu não sei ler!

      No segundo mês, passou R$ 200,00 de uma vez.
      O sujeito não via a hora de confirmar sua parte.
      Quando terminou os pagamentos, o cara falou novamente:

- Se alguém tiver alguma reclamação a fazer...

      O esperto, novamente, interrompe o pagador:

- O meu está bom, eu não sei ler!

      No terceiro mês, descobrindo o erro, o pagador resolveu descontar os R$ 300,00 de uma só vez.
      Sem saber, o vantajoso não podia se conter.  Só faltava se manifestar antes da hora, de tão ansioso.
      Ao terminar os pagamentos, começou a sugestão de sempre:

- Se alguém tiver alguma reclamação a fazer...

      E mais uma vez, apressado, o operário o interrompe:

- O meu está errado!

- Mas, o senhor costumava dizer que o seu estava bom e que o
  senhor não sabia ler!

- Eu não sei ler, mas, adivinho!
Macris
Enviado por Macris em 02/10/2007
Código do texto: T677871

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Macris
Valinhos - São Paulo - Brasil
722 textos (57007 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 21:34)
Macris