Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Duelo! (PRIMEIRA PARTE)

__ESTA VENDO A "FIGURA" AQUI?__Adolfo segurava com a mão esquerda o ombro do homem magro e baixo ao mesmo tempo que, com o dedo indicador direito,exibia-o para o segurança uniformizado do shopping!Logo depois,terminou a frase__É UM LADRÃO!!!

O segurança observou demoradamente o pequeno homem,que vestia  camisa social,colocada por fora da calça jeans surrada,e sapatos sem brilho.Era o perfeito esteriótipo do contraventor fracassado!Guardou em sua memória a fisionomia do cabisbaixo larápio,e perguntou para Adolfo:

__É a primeira vez?

Com a expressão séria de quem vai proferir uma sentença de vida ou morte,Adolfo respondeu:

__Primeira!!E para o seu bem__Encarou seu custodiado com a mesma expressão do tigre antes de matar o antílope__ESPERO QUE SEJA A ÚLTIMA!!!!

O homenzinho pareceu  ficar ainda menor,ante a presença física marcante de Adolfo,um mulato parrudo e em plena forma física!Tentando justificar seu ato,o ladrãozinho começou uma explicação:

__Me desculpem!É que eu estou devendo mais de dez mil reais!!!E tenho que pagar at.....

__CALA A BOCA!!!!NÃO QUERO SABER!!!!EU NÃO DISCUTO COM LADRÃO!!!__Interrompeu Adolfo,cortando as lamúrias do quase presidiário.O segurança uniformizado,então, pegou o "171" pela camisa,levou-o para um canto do corredor lotado (Sim;pois tudo  que foi narrado até agora,aconteceu bem no meio da praça de alimentação de um movimentado shopping),e explicou a situação para o meliante:

__É o seguinte:Como foi a primeira vez que "tu" vacilou aqui,nós vamos te liberar!__O pungista esboçou a intenção de dar um leve sorriso, intenção esta percebida pelo guarda,que não gostou do que viu;e perguntou:

__Tá rindo de quê?Olha que eu mudo de idéia e mando o Adolfo te levar para a delegacia!!Você quer isso?

__Não!!!!,pelo amor de Deus,não!!!!__Implorou

__Então "tu" vai sair daqui agora escoltado pelo meu amigo__Apontou para o Adolfo__E nunca mais pôe a tua cara nesse shopping!!Se eu ou qualquer outro segurança te pegar roubando de novo,nós nem vamos ter o trabalho de ir para a delegacia contigo!! Entendeu!!!


Os olhos do ladrão arregalaram-se!Ele entendeu o recado e deixou o local rapidamente!!Quando voltou da "escolta",Adolfo comentou com o amigo segurança,que chamava-se  Celso:

__Mais um!É o terceiro só nesta manhã!!

__É o final do ano!__Sentenciou Celso__A partir de outubro eles começam a ficar impossíveis!!!

Adolfo concordou com o colega uniformizado,e logo voltou a circular pelo complexo de lojas!Ele gostava de trabalhar a paisana,e de não ter limitações de espaço,como acontecia com os segurancas das lojas!Andando livre,ele sentia-se como um cavaleiro da época medieval,cuja função era proteger o rei e os leais súditos!Além disso,ele tinha orgulho de ser o melhor naquilo que fazia!Quase todos os shoppings da cidade já tinham feito propostas para tê-lo entre as suas fileiras de seguranças!Ele,no entanto,desejava mais!Queria ser o supervisor geral,o chefe,aquele quem dá as ordens!Coisa que,devido ao seu talento,tinha certeza que aconteceria naturalmente.

Existia,porém,uma pedra no seu caminho:Um punguista conhecido como "Tatu" estava "lavando a égua" bem debaixo do seu nariz e dos outros guardas!Já eram quinze casos de furtos não resolvidos!O montante total do roubo já beirava os vinte mil reais!!Nada escapava à voracidade do gatuno:Carteiras,Bolsas,mochilas,Câmeras de filmagem,laptops,máquinas fotográficas digitais,ipods,roupas de grife,etcs.....Houve até o famoso caso do roubo de quatro pneus zero kilômetro, furtados  de um freguês que acabara de comprá-los numa grande loja de departamentos!No caminho entre a loja e o estacionamento,o pobre homem(Um português  de vastos bigodes)deixou seu carrinho um pouco de lado, para ir comprar  jornal numa banca dentro do shopping.Quando voltou,segundos depois,não encontrou nem o carrinho!!Aquilo tinha sido uma humilhação para os seguranças!!!Ainda mais porque,no dia seguinte,foram encontrados afixados na  entrada principal do shopping,vários cartazes que diziam,com letras garrafais:"MUITO OBRIGADO PELA COOPERAÇÃO,SEGURANÇAS DO SHOPPING!!É TRABALHANDO JUNTO QUE O RESULTADO APARECE!!!"Um desenho tosco de um tatu estilizado  aparecia na parte de baixo dos impressos.

Depois desse caso,Adolfo redobrou seus cuidados:Não repetia um dia sequer suas roupas,para não ficar visado,as vezes colocava um par de óculos falsos,as vezes fingia ser cego, ou funcionário de alguma loja específica....Mas nada!!!E o pior era que  o larápio não havia sido sequer filmado pelas câmeras do circuito interno!!Ele parecia um fantasma!!!Um fantasma que poderia impedir a promoção de Adolfo!!!

Naquela tarde de terça-feira tudo iria mudar!O  relógio da praça de alimentação marcava precisamente cinco horas e quarenta minutos!Ainda faltavam  mais de quatro horas  para o final de seu turno,e Adolfo estava cansado!Já havia pêgo três punguistas!Na prisão do último deles,teve que dar um pique de uns duzentos metros  pelos  corredores do shopping,e havia torcido o tornozelo ao jogar-se para imobilizar o marginal!Apesar do gelo colocado, o local  havia inchado um pouco,causando um desconforto  terrível!!

Como não havia ninguém para substituí-lo,visto que era folga de dois colegas,e um terceiro teve que sair mais cedo ,pois estava passando mal,Adolfo foi para o sacrifício,e voltou a caminhar pelo shopping!Não queria dar motivo para comentários de que estaria ficando velho!

Ao passar perto da salas de cinema flagrou,de canto de olho,um homem alto,de camisa  preta e calça jeans,enfiando a mão delicadamente dentro da bolsa de uma senhora,que conversava com duas meninas,provavelmente suas netas.Adolfo admirou a técnica do homem:Ninguém,exceto ele, percebeu o furto em andamento!Devagar e mancando um pouco,o segurança a paisana aproximou-se do infrator!Quando estava a uns dois metros do gatuno,que já tinha retirado a carteira da senhora da bolsa,Adolfo foi surpreendido com uma reação  explosiva:Girando o corpo numa  espécie de  golpe de kung fu, o homem,que usava  óculos escuros,acertou Adolfo na altura da cintura, jogando-o  longe!O chão encerado do shopping prolongou sua queda,fazendo-o bater pesadamenta contra a parede!Tonto de dor,o segurança levantou-se e começou a perseguir o marginal,que já estava bem à frente!O tornozelo ferido parecia que ia explodir!As pessoas gritavam quando notavam a perseguição!Adolfo pegou o seu rádio para alertar os outros seguranças,mas constatou que o golpe do safado havia danificado o aparelho,impedindo a comunicação!Praguejou e tentou acompanhar o ritmo do larápio,que era impressionante!!A sua sorte era que logo à frente estavam as escadas rolantes!Um local do shopping em que não havia saída,a não ser para o estacionamento,onde encontrava-se  uma quantidade considerável de agentes!Quando dobrou a última esquina antes do local das escadas,Adolfo foi surpreendido novamente,desta vez com um murro bem no meio do rosto!O gatuno aproveitara a vantagem para esperá-lo após a curva que a galeria fazia,encostado atrás na parede da loja de roupas infantis!Zonzo e sem possibilidade de reagir,ainda ouviu o homem de óculos escuros e cabelos negros dizer:

__Gostei da corrida xará!!!Até a próxima!!Um abraço do Tatu!!

Falou isso e,com uma cadeira que pegou de um estande que vendia celulares,quebrou o vitral existente em frente as escadas, e que dava para a rua!Como estavam no segundo andar e o shopping não era muito alto,a queda não seria maior do que  uns seis metros mais ou menos!Tatu olhou para Adolfo através de seus óculos escuros e saltou para a rua.Antes de desmaiar,Adolfo viu,no meio das  pessoas,o ladrão magro e baixo que havia prendido dias atrás!Avistou também os outros seguranças,que só agora começavam a chegar!Depois disso, apagou!Um garotinho de prováveis cinco anos que estava na loja de roupas infantis, e havia presenciado a cena toda perguntou aos pais:

__Aquele de preto era o Batman?

__Não meu filho,não era!__Respondeu,atônito,o pai.

__ E aquele ali?Vai morrer?__Apontou para o corpo inerte  de Adolfo.

__Eu espero que não,meu filho!__Respondeu desta vez a mãe,enquanto observava o vitral estilhaçado.
arqueiro
Enviado por arqueiro em 07/10/2007
Reeditado em 14/10/2007
Código do texto: T684853
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http: //recantodasletras.uol.com.br/autores/arqueiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
arqueiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
161 textos (42264 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:30)
arqueiro